ABIFA divulga balanço de 2020 e perspectiva de crescimento de até 15% em 2021

A produção brasileira de fundidos totalizou 2.073,2 mil t em 2020, segundo balanço anual divulgado pela ABIFA – Associação Brasileira de Fundição. O volume é -9,4% inferior ao registrado em 2019.

De acordo com a entidade, a queda é decorrente dos efeitos da pandemia na economia mundial, que afetaram tanto a demanda interna de fundidos, quanto a externa.

No entanto, faz-se notar o desempenho do setor a partir do segundo semestre do ano, reflexo dos esforços para atender os seus principais mercados consumidores, a exemplo do automotivo, de mineração e máquinas/equipamentos.

Em dezembro, apesar dos problemas com a aquisição de insumos e os altos preços praticados, a produção de fundidos foi +22,4% superior à do mesmo mês de 2019.

Mercados interno X externo

Em 2020, o mercado interno absorveu 87,5% da demanda brasileira de fundidos, o equivalente a 1.813,3 mil t. Este volume é -5,8% inferior ao consumido em 2019 (1.924,8 mil t).

Emprego

Em dezembro de 2020, a indústria de fundição contou com 56.165 colaboradores, +2,1% tanto em relação a novembro de 2020 quanto dezembro de 2019.

Expectativas para 2021

Tendo em vista as projeções já divulgadas pelos principais setores clientes da fundição e a reação da própria indústria no segundo semestre de 2020, a expectativa da ABIFA para o exercício 2021 é de crescimento entre 12% e 15% em 2021, em relação ao ano passado.

Fonte: ABIFA – Associação Brasileira de Fundição

Compartilhe nas Redes Sociais:

©2021 | AmstedMaxion Criando Caminhos | Todos os direitos reservados